Caiado: Dilma levaria o país à situação da Venezuela

Preservando o tom severo que usou durante todo o processo de impeachment, líder do DEM critica postura de petistas e "incapacidade de governar" da presidente afastada

Um dos mais atuantes senadores pró-impeachment no Senado, o líder do DEM, Ronaldo Caiado (GO), voltou a atacar o PT e as políticas adotadas pela presidente afastada Dilma Rousseff. "Ele acham que devemos interpretar os fatos como eles acham que devem ser interpretados", disse sobre os argumentos da defesa petista.

Segundo ele, a eventual volta de Dilma à Presidência levaria o país à situação da Venezuela, que vive uma das mais graves crises econômicas e políticas da história da América Latina. "A continuar essa gestão, nós chegaríamos à mesma situação a que chegou a Venezuela, em que os venezuelanos migram hoje para a Colômbia e para o Brasil."

Caiado afirmou que os defensores de Dilma perdem a razão quando atacam o Judiciário, os banqueiros e a imprensa. Segundo o senador, o ápice do processo foram as acusações da Operação Lava Jato e "a incapacidade de governar da presidente".

Mais sobre o impeachment

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!