Brasil perde R$ 154,5 milhões devido ao desmatamento na Amazônia

O Brasil vai deixar de receber 35 milhões de euros, o equivalente a R$ 154,5 milhões, por conta do avanço do desmatamento na Amazônia. O recurso seria enviado pelo governo da Alemanha, que financia o Fundo Amazônia junto com a Noruega, para novos projetos de proteção ambiental, mas foi bloqueado porque a Alemanha está preocupada com os rumos da preservação da região amazônica.

> Brasil é pioneiro no monitoramento da cobertura vegetal Amazônica

De acordo com a embaixada da Alemanha no Brasil, a decisão "reflete a grande preocupação com o aumento do desmatamento na Amazônia". Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) revelaram que o desmatamento cresceu 40% na região amazônica nos últimos 12 meses, mas foram questionados pelo presidente Jair Bolsonaro e provocaram até a demissão do diretor do Inpe.

A representação alemã contou ainda que o bloqueio não atinge os repasses do Fundo Amazônia, que também tem sido criticado pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Os R$ 154,5 milhões seriam aplicados em novos projetos de proteção ambiental, tanto na Amazônia quanto em outras regiões. "A suspensão atinge os projetos financiados pelo Ministério Federal do Meio Ambiente", destacou a embaixada, lembrando que o Fundo Amazônia é financiado pelo Ministério Federal da Cooperação Econômica da Alemanha.

As ações do Fundo da Amazônia, que recebeu cerca de R$ 3,4 bilhões da Alemanha e da Noruega nos últimos dez anos, porém, também estão paradas. Isso porque Salles está tentando mudas os conselhos do fundo, o que não agrada os países europeus.

> TCU vai apurar possível “ineficiência” da gestão de Salles no Meio Ambiente

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!