Brancos são quase 80% da Câmara dos Deputados

Pela primeira vez, candidatos nas eleições brasileiras declararam a sua própria cor ou raça. Pelo censo de 2010, metade da população é composta por negros e pardos

A representação popular na Câmara não reflete a distribuição de raça e cor no país, apesar de a população brasileira possuir 50,70% de negros e pardos, de acordo com o último censo do IBGE. Levantamento feito pelo site da revista Carta Capital revela que 79,92% dos eleitos ao Legislativo se autodeclararam brancos.

De acordo com a reportagem publicada nesta quarta-feira (8) pela semanal, dos 513 deputados eleitos no último domingo, 410 se declararam como brancos. Esta foi a primeira eleição que o TSE colocou a possibilidade de os candidatos apontarem qual sua cor e raça.

A menor parte dos eleitos se declarou negro. Foram 22, que representam 4,29% do total. O restante - 81 (15,79%). Segundo a Carta Capital, as outras opções eram amarelo ou índio, que não foi escolhida por nenhum dos 513 novos parlamentares.

O levantamento da revista mostra que quatro bancadas serão formadas apenas por brancos autodeclarados: Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Tocantins. Em 15, não há deputados eleitos que se declararam negros.

Partidos nanicos são os com menos diversidade racial, até por conta do pouco número de parlamentares eleitos. PEN, PPS, PRP, PRTB, PSDC, PSL e PTdoB - juntos somam 20 deputados - têm somente pessoas declaradas como brancas. Na outra ponta está o PCdoB, que tem quatro pardos, quatro brancos e dois negros.

Leia a íntegra da reportagem no site da Carta Capital

A nova composição da Câmara

Mais sobre eleições 2014

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!