Braga permanece como líder do governo no Senado

Peemedebista cogitava sair como candidato à prefeitura de Manaus (AM). Em reunião, Dilma Rousseff manifestou satisfação com o trabalho do senador

O senador Eduardo Braga (PMDB-AM) vai continuar como líder do governo no Senado. Cotado para disputar a prefeitura de Manuaus, o peemedebista informou nesta quarta-feira (27) à presidenta Dilma Rousseff, em reunião na manhã desta quarta-feira (27), que não vai concorrer nas eleições de outubro. A informação de que ele permanece no cargo foi divulgada pelo Blog do Planalto. Ele deve se pronunciar sobre o assunto hoje à tarde no plenário do Senado.

Leia outros destaques de hoje no Congresso em Foco

De acordo com o Blog do Planalto, a presidenta manifestou na reunião "sua satisfação com o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo senador à frente da liderança, facilitando a interlocução política e a aprovação de ações estratégicas para a execução das políticas de governo". O peemedebista assumiu o cargo há três meses no lugar de Romero Jucá (PMDB-RR). O ex-líder deixou a posição após o veto à indicação de Bernardo Figueiredo para a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

“População não quer mais velhas práticas”, diz novo líder do Senado
Dilma troca líderes, vive crise, mas diz que a “base é coesa”

No entanto, desde que assumiu o cargo, Braga não conseguiu convencer a ala do PMDB aliada a Jucá. Além disso, o peemedebista reclamava, nos bastidores, de não ser recebido pela presidenta Dilma. Somada à possibilidade de seu grupo perder a disputa eleitoral na capital do Amazonas, o peemedebista cogitou sair. Ele tinha até sábado (30) pare definir se sairia candidato ou não.

Leia também:

Sob pressão, Eduardo Braga pode deixar liderança do governo

Saiba mais sobre o Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!