Bolsonaro evita temas polêmicos no Dia dos Pais

O presidente Jair Bolsonaro passeou por Brasília neste domingo (10) para comemorar o Dia dos Pais. Ele evitou, porém, falar sobre a situação da avó de Michelle Bolsonaro, que foi encontrada em uma maca improvisada nesse fim de semana. "Dá um tempo aí, ô mané", disse o presidente ao ser questionado sobre o assunto por um jornalista.

> Eduardo Bolsonaro defende leis mais duras para migração e combate ao terrorismo

A avó materna da primeira-dama mora na periferia de Brasília e deu entrada em um hospital de Ceilândia na última quinta-feira (8), quando quebrou a perna dentro de casa. Até esse sábado (10), contudo, ela ficou sendo tratada em uma maca improvisada colocada no corredor do hospital devido à falta de leitos. Só depois de essa situação ter sido denunciada pela imprensa, a idosa de 78 anos foi transferida para outro hospital.

"Só podia ser a Folha para tentar estragar o domingo de Dia dos Pais. Então, dá um tempo", limitou-se a dizer Jair Bolsonaro sobre o assunto neste domingo. Assim como o presidente, Michelle Bolsonaro ainda não comentou a situação publicamente.

Economia
Jair Bolsonaro também evitou falar sobre a piora dos indicadores econômicos brasileiros neste domingo. Ele pediu para os repórteres que o questionaram sobre o assunto procurarem o ministro da Economia, Paulo Guedes.

O presidente, contudo, garantiu que o Brasil não precisava dos R$ 154,5 milhões que a Alemanha deixou de enviar para ações de defesa ambiental que seriam realizadas no Brasil por conta do avanço do desmatamento na região Amazônica. "Ela [Alemanha] não vai mais comprar a Amazônia. Pode fazer bom uso dessa grana. O Brasil não precisa disso", disse o presidente, segundo a Folha de São Paulo.

> Capitalização da Previdência irá ao Congresso em nova PEC, confirma Onyx

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!