Austeridade fiscal é a parte mais bem avaliada no DF; saúde é a pior

Moradores do Distrito Federal deram nota 4,1 para as políticas de austeridade fiscal de Rollemberg; já a saúde recebeu nota 2,6

Levantamento realizado pelo instituto Paraná Pesquisas, que o Congresso em Foco divulga em primeira mão, revela que a política de austeridade fiscal instituída pelo governador Rodrigo Rollemberg (PSB) é a área mais bem avaliada do GDF pelos brasilienses. De uma nota de zero a dez, este item recebeu nota de 4,1. Do outro lado, a saúde foi o setor pior avaliado pelos moradores do Distrito Federal com nota de 2,6.

A educação recebeu nota 4 e as ações sociais e políticas de geração de renda receberam nota 3,9. O instituto ouviu 1.280 eleitores entre os dias 25 e 28 de maio. A pesquisa tem grau de confiança de 95% e margem de erro de três pontos percentuais.

A pesquisa ainda demonstra que 37,7% dos brasilienses acreditam que nada mudou em comparação com a gestão Agnelo Queiroz (PT). Outros 30,7% acham que o Distrito Federal está pior administrado e 25,8% afirmam que houve melhorias nos últimos cinco meses.

O instituto Paraná Pesquisa também fez uma sondagem sobre a fidelidade do eleitor de Rollemberg após cinco meses de mandato. De acordo com o instituto, 68,1% dos eleitores que escolheram Rollemberg nas eleições do ano passado votariam novamente no atual governador do Distrito Federal caso ocorresse uma nova eleição no Distrito Federal. Já entre os que não escolheram Rollemberg, 20,4% votariam nele após ver o trabalho realizado neste início de gestão.

Confira a íntegra dos dados do instituto Paraná Pesquisas

Exclusivo: rejeição de Rollemberg está em 46,6%

Continuar lendo