Atual legislatura é “muito medíocre”, diz Jarbas

Fábio Góis
 
Um dos fundadores do PMDB, o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) demonstra descrença sobre possíveis avanços do Congresso no campo da ética. Finalista na categoria especial “Combate à corrupção” da quarta edição do Prêmio Congresso em Foco, Jarbas disse que o ano de 2009, marcado no Senado por escândalos como o dos atos administrativos secretos, foi um ano perdido para o Parlamento brasileiro.
 
“Este é um ano perdido. Não acredito que o Congresso encontre uma agenda positiva, sobretudo em ano eleitoral”, disse o senador, considerado um dos dissidentes do PMDB por se contrapor ao governo, do qual o partido é o principal aliado no Senado. “A gente teve uma legislatura muito medíocre.”
 
Para Jarbas, o ano eleitoral será “ainda mais medíocre”, uma vez que as “sequelas” da crise que abalou o Senado por meses, tendo como protagonista o próprio presidente da instituição, José Sarney (PMDB-AP), ainda fazem efeito.
 
“Sarney continua presidindo como se nada estivesse acontecendo”, diz o senador pernambucano, para quem as mudanças administrativas em curso na Casa, segundo o estudo encomendado à Fundação Getúlio Vargas, não são satisfatórias.

Transparência pela metade


“Acho que a reforma administrativa se arrasta. As duas Casas, Câmara e Senado, só tomaram medidas moralizadoras só depois das denúncias”, completou o senador, quando lembrado sobre o escândalo da farra das passagens, série de reportagens do Congresso em Foco publicada no primeiro semestre.
 
“As duas Casas ainda pecam pela ausência de transparência, que devia ser total e completa. Evitaria que matérias como as do Congresso em Foco precisassem ser publicadas. O volume das denúncias foi tão grande que a transparência teve de aparecer, mas mesmo assim pela metade”, completou o parlamentar, para quem o Prêmio Congresso em Foco é um “estímulo do reconhecimento do trabalho”.


“O Prêmio Congresso em Foco é uma coisa importante, porque destaca aqueles que fizeram um bom trabalho”, disse o senador pernambucano. Ele é um dos cinco parlamentares que, na avaliação de jornalistas que cobrem o Congresso, mais se destacaram na promoção da Justiça e no combate à corrupção este ano (leia mais).
 
Jarbas lamentou que o esforço de alguns esbarre nos desmandos praticados por outros, o que traria um clima de “perplexidade e mediocridade” no Parlamento. “Ao mesmo tempo, as coisas não andam de forma satisfatória. É aí que vem a frustração.” 


O prêmio


Em sua quarta edição, o Prêmio Congresso em Foco tem o patrocínio da Petrobras e da AmBev e o apoio da Associação dos Delegados da Polícia Federal (ADPF), da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), da Associação dos Peritos Criminais Federais (APCF), do Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal (SJDF) e do Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo Federal e do Tribunal de Contas da União (Sindilegis).


Confira os votos dados pelos jornalistas aos deputados


Confira os votos dados pelos jornalistas aos senadores


Entre aqui para votar.
 
Para visualizar os resultados parciais, clique aqui


 
Leia mais sobre o Prêmio Congresso em Foco 2009.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!