Associação entrega lista tríplice para PGR a Dilma

Subprocurador Rodrigo Janot foi o mais votado na eleição feita pela ANPR. Desde o primeiro mandato de Lula, escolhido para o cargo é o mais votado entre os colegas. Outra lista, encabeçada por Deborah Duprat, também foi entregue

A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) enviou nesta sexta-feira (19) ofício à presidenta Dilma Rousseff com a lista tríplice de candidatos para ocupar o cargo de procurador-geral da República. O candidato mais votado na votação organizada pela entidade foi o subprocurador-geral Rodrigo Janot. Também fazem parte da lista as subprocuradoras Ela Wiecko e Deborah Duprat.

Entre os associados da ANPR, votaram 888 pessoas. Janot obteve 511 votos, Ela Wiecko 457 votos, e Deborah Duprat 445 votos. Ele já havia tentado chegar ao cargo há dois anos, quando perdeu para Roberto Gurgel. Cada procurador podia votar em até três candidatos, por isso o número total de votos supera o de eleitores. O cargo fica vago em agosto, quando o atual PGR, Roberto Gurgel, termina seu segundo mandato.

Por lei, a escolha do chefe do Ministério Público da União (MPU) é da presidenta. No entanto, desde o primeiro mandato de Lula tem sido respeitada a lista tríplice encaminhada pela ANPR. Desde então, foi um mandato de Cláudio Fontelles, dois de Antônio Fernandes de Souza e dois de Roberto Gurgel.

Ontem (18), outra lista foi entregue à presidenta. Os integrantes são os mesmos, mas quem encabeça as indicações é Deborah Duprat. Ofício assinado pela Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT), pela Associação Nacional do Ministério Público Militar (ANMPM) e pela Associação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (AMPDFT) coloca Duprat como a mais votada na soma dos votos nos quatro ramos do MPU.

No documento, consta a consolidação dos votos dos membros de todos os ramos do MPU. O órgão é formado pelos ministérios públicos do Trabalho (MPT), Federal (MPF), Militar (MPM) e do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). A lista coloca Duprat com 884 votos, Janot, com 576 votos, e Ela Wiecko com 516 votos. Apesar do resultado favorável a Duprat, o subprocurador Janot foi o mais votado em três dos quatro ramos, com exceção do MPT.

Veja ainda:

Outros textos sobre Ministério Público

Curta o Congresso em Foco no facebook
Siga o Congresso em Foco no twitter

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!