Benedito de Lira reconhece só 13 faltas sem justificativa

De acordo com o levantamento do Congresso em Foco, o senador se ausentou de 82 votações no total, sendo 16 sem justificativa regimental, entre 2011 e 2014, em um universo de 438 sessões deliberativas do Plenário

A assessoria do senador Benedito de Lira (PP-AL) enviou à redação do Congresso em Foco e-mail dizendo que o parlamentar teve na legislatura passada – janeiro de 2011 a janeiro de 2015 – “apenas 13 faltas não justificadas, conforme consta do Quadro de Comparecimento às Sessões, documento fornecido pela Secretaria-Geral da Mesa”.

No mesmo e-mail, a assessoria acrescenta que “existem aquelas faltas justificadas pelo art. 13 do Regimento Interno, que são motivadas por ações e eventos praticados no desempenho de atividade parlamentar, os quais não são considerados faltas”.

A mensagem não informa o número de faltas sem justificativa do senador no período. Segundo levantamento do Congresso em Foco, feito com base nos dados oficiais do Senado, Benedito teve 82 faltas totais, das quais 16 regimentalmente injustificadas, em um universo de 438 votações de que deveria ter participado. As faltas podem ser justificadas por licença de saúde ou por “missão oficial”, conceito largo o bastante para caber praticamente todo compromisso público não partidário de um político.

Este site acompanha desde 2005 a assiduidade dos parlamentares. O mais recente levantamento feito para o Senado  coloca Benedito de Lira como o 23º senador mais ausente da última legislatura (veja a tabela completa).

Enquanto a Câmara informa na página pessoal de cada deputado a sua frequência às sessões deliberativas do Plenário, o Senado não presta essa informação de forma agregada em seu portal. Para encontrá-la, é necessário pesquisar os registros de comparecimento às sessões, consultando sessão por sessão.

O site limita-se a agregar e facilitar o acesso aos registros oficiais do Senado e da Câmara, na certeza de que o conhecimento de tais dados pode ajudar os cidadãos a acompanharem o comportamento dos congressistas no exercício do mandato. Antes da publicação de cada levantamento, a redação procura deputados e senadores, por e-mail e (no caso, sobretudo, dos mais faltosos) telefone, oferecendo-lhes a possibilidade de se manifestar a respeito.

Saiba mais:

Tiririca e mais quatro são os únicos 100% assíduos da Câmara

Lobão Filho volta a ser o mais ausente do Senado

Mais sobre assiduidade parlamentar

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!