Aprovação do governo Dilma passa de 32% para 38%, diz Datafolha

Antes, 29% classificavam o governo como ruim ou péssimo. Agora são 23% os que o julgam dessa forma. Para 38%, a gestão de Dilma é regular, o mesmo percentual registrado no mês passado

A taxa de aprovação do governo Dilma Rousseff teve alta de seis pontos percentuais no intervalo de um mês, de acordo com o instituto Datafolha. Em julho, 32% dos eleitores consideravam a administração da presidenta petista, que é candidata à reeleição, como boa ou ótima. Agora são 38%. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (18) pelo jornal Folha de S. Paulo.

No mesmo período, a reprovação à gestão de Dilma diminuiu também seis pontos. Antes, 29% classificavam o governo como ruim ou péssimo. Agora são 23% os que o julgam dessa forma. Para 38%, a administração comandada por Dilma é regular, o mesmo percentual registrado no mês passado.

A pesquisa foi realizada nos dias 14 e 15 de agosto, logo após a morte do presidenciável do PSB, Eduardo Campos, que morreu em um acidente aéreo na quarta (13).

Segmentos

A aprovação do governo oscilou um ponto para baixo (de 25% para 24%) entre os eleitores mais ricos, aqueles que vivem em famílias com renda mensal superior a dez salários mínimo. Com exceção desse grupo (4% da amostra), a aprovação ao governo Dilma cresceu em todos os segmentos ouvidos pelo instituto: por sexo, idade, escolaridade, renda, região do país e tamanho do município. A região Norte, por exemplo, passou o Nordeste como área de maior aprovação ao governo.

O instituto ouviu 2.843 eleitores em 176 municípios. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

 

Mais sobre eleições 2014

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!