Aprovação a Dilma sobe para 77%, diz CNI/Ibope

Em novo recorde, aprovação da presidenta subiu cinco pontos percentuais em relação a dezembro, segundo novo levantamento

Pesquisa CNI/Ibope divulgada hoje (4) mostra que cresceu o índice de aprovação à presidenta Dilma Rousseff. Em novo recorde, a aprovação pessoal da presidenta subiu cinco pontos percentuais em relação a dezembro: passou de 72% para 77% a fatia dos entrevistados que apoiam a maneira de Dilma governar. Diminuiu também de 21% para 19% o índice dos que desaprovam a presidenta. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos para mais ou para menos.

A avaliação do governo repetiu o mesmo desempenho do final do ano passado, quando obteve o mais alto índice registrado por um presidente em estréia de mandato, desde 1995, quando a pesquisa começou a ser feita. Para 56% dos entrevistados, o governo Dilma é ótimo ou bom. De acordo com o levantamento, 8% consideram ruim ou péssima a atual administração.

Leia outros destaques de hoje do Congresso em Foco

Ainda segundo a pesquisa, 60% das pessoas ouvidas avaliam que o governo Dilma está sendo igual ao do ex-presidente Lula. A maioria dos entrevistados desaprova a atuação do governo no tratamento de questões como carga tributária (65%), saúde (63%) e segurança pública (61%). Esses foram apontados como os pontos mais frágeis da atual administração federal.

Neste começo de ano, em que a presidenta tem enfrentado pressão de parlamentares da base aliada no Congresso, também cresceu o índice dos que dizem confiar em Dilma. A confiança na petista saltou de 68%, em dezembro, para os atuais 72%. No segundo ano de mandato, Lula tinha 60% e o tucano Fernando Henrique Cardoso, 57%.

Por encomenda da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Ibope ouviu 2.002 eleitores com mais de 16 anos em 142 municípios das cinco regiões do país.

Saiba mais sobre o Congresso em Foco (vídeo de 2 minutos)

Continuar lendo