Após reivindicação atendida, PR aprova apoio a Dilma

Partido pressionou a presidenta a substituir ministro dos Transportes. Na executiva nacional, apenas deputado Bernardo Santana se manifestou a favor de apoio a tucano

A executiva nacional do Partido da República (PR)  formalizou, nesta segunda-feira (30), o apoio às candidaturas da presidenta da República Dilma Rousseff (PT) e do vice Michel Temer (PMDB), que vão disputar a reeleição. Foram 23 votos favoráveis e um contrário. Apenas o líder do partido na Câmara, deputado Bernardo Santana (MG), se manifestou a favor do presidenciável tucano, o senador Aécio Neves (MG).

Bernardo Santana foi um dos autores do movimento “Volta Lula”, que, no início deste ano, reuniu parte da bancada do PR no Congresso em defesa do retorno do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Queriam que Lula disputasse o comando do Palácio do Planalto no lugar de Dilma.

Na semana passada, em meio a articulações da chapa encabeçada pelo PT em busca de aliados para a disputa da reeleição, a presidenta cedeu à pressão do PR e substituiu César Borges por Paulo Sérgio Passos no comando do Ministério dos Transportes.

Em convenção nacional no último dia 21, o PR delegou à executiva nacional da sigla a decisão sobre qual candidato seria apoiado. A legenda, que tem cargos no governo federal, ameaçou apoiar Aécio Neves caso Dilma não acatasse a proposta de substituição no ministério.

Mais sobre eleições de 2014

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

Continuar lendo