Após cirurgia, Temer fará exames para avaliar necessidade de cateterismo

 

O presidente Michel Temer (PMDB) viaja nesta sexta-feira (24) para São Paulo onde fará, no Hospital Sírio-Libanês, uma revisão da cirurgia a que foi submetido, no último dia 27 de outubro, na próstata.

A expectativa é de que Temer também faça novos exames para avaliar a necessidade ou não de realização de um cateterismo. O motivo é uma obstrução parcial em uma artéria coronariana, que foi revelada no início de outubro — e confirmada, à época, por seus médicos.

A cirurgia de Temer foi necessário para desobstrução do canal uretal. Na ocasião da cirurgia, em outubro, Temer foi internado com quadro de retenção urinária por hiperplasia benigna da próstata.

O problema foi descoberto na quarta-feira 25 de outubro, dia da votação da segunda denúncia contra ele na Câmara, quando o presidente foi internado no Hospital do Exército após sentir-se mal e foi constatada a obstrução urológica.

<< Temer passa por cirurgia na próstata e se recupera em hospital de São Paulo

<< Temer sente “desconforto” e é internado para exames enquanto Câmara examina denúncia

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!