Vídeo: aos gritos de “vergonha”, adversários protestam contra Cunha na CCJ

Encerramento da sessão para eleição da presidência da Câmara gerou bate boca entre os membros do colegiado. Na reunião de hoje estava previsto o debate e a votação do relatório de Ronaldo Fonseca, que pede a anulação da aprovação do pedido de perda de mandato de Cunha

O encerramento da sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara no meio da tarde desta quarta-feira (13) gerou bate boca entre os membros do colegiado. Na reunião de hoje estava previsto o debate e a votação do relatório de Ronaldo Fonseca (Pros-DF), que pede a anulação da aprovação do pedido de perda de mandato do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), réu em duas ações da Operação Lava Jato e impedido de exercer suas funções desde 5 de maio, por decisão unânime do Supremo Tribunal Federal (STF).

A alegação para que a sessão da CCJ fosse interrompida tem base regimental, mas é vista como mais uma manobra dos aliados de Cunha para tentar salvá-lo da cassação. Segundo o regimento, nenhuma comissão pode promover votações ou formalizar decisões quando já estiver iniciada a ordem do dia em plenário, quando a sessão se torna deliberativa. A comissão marcou novo encontro para a manhã desta quinta-feira (14).

Ao anunciar a decisão, o presidente do colegiado, Osmar Serraglio (PMDB-PR), tido como aliado de Cunha, pediu que os parlamentares tivessem "consciência" e entendessem que o motivo do adiamento é justamente a sessão que vai decidir quem será o sucessor do peemedebista à presidência da Câmara. Inicialmente marcada para as 19h, a eleição foi remarcada pelo presidente interino da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA), para 17h30.

Aos gritos de "vergonha!", parlamentares que acompanharam a reunião da CCJ - alguns desde as 10h da manhã - foram até Serraglio para tentar reverter a decisão. Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que participou da sessão de ontem (terça, 12), voltou à Câmara hoje (quarta, 13) para se defender mais uma vez no colegiado.

 

 

 

Mais sobre Eduardo Cunha

Mais sobre Legislativo em crise

Mais sobre comissões

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!