Aos gritos de “Não se entrega!”, Lula assiste missa que homenageia Marisa Letícia

 

Com a expectativa sobre o início do cumprimento de sua pena, que deveria ter sido iniciada ontem (sexta-feira, 6), às 17h, o ex-presidente Lula assiste a missa em homenagem à ex-primeira dama Marisa Letícia, que faria 68 anos hoje, sob o coro de "Não se entrega!" e "Resistir!" de militantes que suplicam para que ele não atenda à determinação do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba.

A expectativa é que o ex-presidente se entregue após a missa. Lula acompanha a celebração, que começou por volta das 10h40, no Sindicato dos Metalúrgicos, rodeado de correligionários, parlamentares de outros partidos, movimentos sociais, sindicalistas da militância petista e artistas.

<< Acompanhe ao vivo a movimentação de Lula e de manifestantes; expectativa é que ele se entregue hoje

Durante a missa, os padres citavam frases como "o amor vencerá o ódio" e também ressaltou a origem pobre do petista, citando sua chegada à Presidência da República sem curso de nível superior. Os padres também usaram o termo "golpe" e "resistência por democracia e direitos".

A todo momento, militantes interrompiam a missa com gritos de "resistência!" e "Lula livre". "Eu gosto muito de ouvir essa palavra resistência. Só que é fácil a gente falar resistência na luta pacifica respeitando nos mutuamente e dando nos às mãos contra a quebra de arbítrio, lutando por reformas profundas que necessitamos nesse país", disse o Padre, que também mencionou a reforma Trabalhista aprovada e a criticando a reforma Previdenciária apresentada por Temer.

<< Lula extrapola prazo de prisão imposto por Moro e diz que passará a noite no Sindicato dos Metalúrgicos

<< Os bastidores do dia em que Lula não foi preso

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!