Aos 86 anos, morre o empresário Antônio Ermírio de Moraes

Presidente de honra do grupo Votorantim e membro da Academia Paulista de Letras, o empresário Antônio Ermírio de Moraes foi candidato ao governo de São Paulo em 1986 "para combater Paulo Maluf"

Presidente de honra do grupo Votorantim, o empresário Antônio Ermírio de Moraes morreu na noite de ontem (24) em São Paulo (SP), aos 86 anos, por insuficiência cardíaca, segundo a assessoria de imprensa da empresa. Ele deixa a mulher com quem teve nove filhos.

O corpo vai ser velado e enterrado hoje (25) na capital paulista -- o velório começa às 9 horas, no salão nobre do Hospital Beneficência Portuguesa, e o enterro está marcado para às 16 horas no cemitério do Morumbi.

Engenheiro metalúrgico formado nos Estados Unidos,  Antônio Ermírio iniciou a carreira no grupo Votorantim em 1949, sendo o responsável pela instalação da Companhia Brasileira de Alumínio, inaugurada em 1955. O grupo atua em mais de 20 países, nos segmentos de metais, cimento, papel, química, eletricidade e sucos.

Em 1986, o empresário foi candidato ao governo do estado de São Paulo pelo PTB, mas perdeu para Orestes Quércia (PMDB). Em entrevista concedida no ano 2000, ele disse que tinha sido candidato ao governo para combater Paulo Maluf. "Não voto em Maluf de jeito nenhum. Nunca votei e nunca votarei". Naquelas eleições, o atual deputado federal Paulo Maluf (PP) disputou o Palácio dos Bandeirantes pelo PDS e ficou em terceiro lugar.

Antônio Ermírio publicou ao menos cinco livros e escreveu e produziu três peças teatrais. Era membro da Academia Paulista de Letras.


Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!