Deputados ouvem Ministério da Saúde sobre testes de covid-19 encalhados

A comissão externa que acompanha ações no enfrentamento à covid-19 recebeu, nesta quarta-feira (25), integrantes do Ministério da Saúde para dar explicações sobre os quase 7 milhões de testes para diagnóstico de coronavírus que não foram distribuídos para a rede pública de saúde.

Segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, os testes estão estocados num armazém do governo federal em Guarulhos (SP) e perdem a validade entre dezembro deste ano e janeiro de 2021. Ao todo, foram R$ 764,5 milhões investidos nos produtos. As unidades com data próxima ao vencimento custaram R$ 290 milhões – o lote encalhado tem validade de oito meses.

Veja a íntegra da reunião:

> PSDB, PT, DEM e Psol se unem contra candidato de Bolsonaro em Fortaleza

Continuar lendo