Ao vivo: comissão vota parecer pró-impeachment

Membros do colegiado terão cinco minutos para falar antes do início da votação. Se o parecer de Antonio Anastasia for aprovado, o documento segue para apreciação no Plenário do Senado

A Comissão Especial do Impeachment iniciou há pouco a sessão que tem como objetivo votar o parecer do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), que recomenda  a continuidade do processo contra a presidente Dilma Rousseff. Se o documento for aprovado, ele segue para apreciação no Plenário do Senado na próxima terça-feira (9).

Na sessão desta quinta-feira (4), todos os membros titulares terão direito a cinco minutos de fala antes de iniciar a votação - que será no painel. De acordo com o rito do processo, se o parecer for aprovado, uma mensagem informando a decisão da comissão será lida amanhã (sexta-feira, 5) no Plenário do Senado. A partir daí começa a contar o prazo de 48h para a realização da votação que decidirá se a presidente Dilma será julgada.

Ao iniciar a sessão, o presidente do colegiado, Raimundo Lira (PMDB-PB), fez um balanço dos trabalhos: a comissão foi instalada no dia 26 de abril, e, neste meio tempo, foram realizada 31 reuniões - a mais longa delas com mais de 14h ininterruptas. Foram 135 requerimentos analisados, 127 oficios, 173 documentos recebidos, 18 recursos encaminhados ao Supremo Tribunal Federal, 44 testemunhas ouvidas (sendo 38 de defesa). Os autos do processo no Senado somam 13 mil páginas distribuídas em 33 volumes (considerados os autos da Câmara, o processo acumula mais de 25 mil páginas).

"Isso dá dimensão da intensidade do esforço que realizamos", disse Raimundo Lira.

Mais sobre impeachment

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!