Ao vivo: CCJ discute parecer sobre segunda denúncia de Temer

 

As discussões sobre o parecer do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) recomendando a inadmissibilidade da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) começou na manhã desta terça-feira (17) na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara.

Além de Temer, os ministros os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) são acusados de obstrução de Justiça e organização criminosa.  Pela Constituição, Temer e os ministros envolvidos na mesma denúncia só poderão ser investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) se a Câmara autorizar.

Todos os 66 integrantes do colegiado titulares e os 66 suplentes terão 15 minutos para falar, cada um. Aos não membros, haverá o limite de 40 pessoas, sendo 20 a favor do parecer e 20 contra. Encerrada a discussão, será concedido prazo para réplica do relator e para os três advogados de defesa. Após essa etapa, a comissão passará para a votação do relatório.

A expectativa do presidente da CCJ, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), é que a votação da denúncia na comissão deve ser feita ainda nesta semana, até quinta-feira (19). No plenário, a previsão é que a decisão fique para a semana que vem, na próxima terça-feira (24) .

<< Janot denuncia Temer pela segunda vez e o acusa de liderar organização criminosa; leia a íntegra

<< Temer envia carta ao Congresso e reproduz fala de Cunha para rebater Funaro; leia íntegra

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!