Ameaçados pela Ficha Limpa na Paraíba

Veja quem são os candidatos contestados pelo Ministério Público Eleitoral e o motivo do pedido de indeferimento da candidatura

Antonia Lucia Navarro Braga (PV) - teve a candidatura liberada pelo TRE, mas desistiu da disputa
Deputado Estadual
Julgamento irregular das contas relativas à Fundação de Ação Comunitária – FAC, relativa ao exercício de 2009, por parte do TCE, por meio do Acórdão APL TC 0899/2011

Edvaldo Pereira da Silva (PTC)
Deputado Estadual
Julgamento irregular das contas relativas ao Convênio 711/2004, firmado entre o Projeto Co- operar e a Associação de Desenvolvimento Co- munitário Dois Riacho, por parte do TCE, por meio do Acórdão

Balduino Clementino Neto (PTN)
Deputado Estadual
Julgamento irregular das contas relativas à Câmara Municipal de Pedra Branca/PB, relativa ao exercício de 2004, por parte do TCE

Inovaldo Ferreira Guedes (PMN)
Deputado Estadual
Julgamento irregular das contas relativas ao Convênio 045/2006, firmado entre a PBTUR e a Associação de Quadrilhas Tradicionais Matutas da Paraíba, por parte do TCE

Raoni Barreto Mendes (PDT)
Deputado Estadual
Representação por excesso de doação julgada procedente pelo TRE/PB

Genival Lacerda Cavalcante (PMDB)
Deputado Federal
Representação por excesso de doação julgada procedente pelo TRE/PE (RP N. 12-86 e no RE 110-14.2011.6.25.0000), relacionado às eleições de 2006 e 2010, respectivamente

Cássio Cunha Lima (PSDB) - por cinco votos a um, o TRE liberou a candidatura do senador por entender que ele já cumpriu o prazo de inelegibilidade previsto na lei. Mas o Ministério Público Eleitoral recorre da decisão
Governador
Condenação pelo TRE

José Wilson Santiago Filho (PTB)
Deputado Federal
Representação por excesso de doação julgada procedente pelo TRE/DF

Jose Paulo Viturino dos Santos (PCdoB)
Deputado Estadual
Condenação criminal, pela prática dos crimes de sonegação fiscal, descritos

Luciano Breno Chaves  (PMN)
Deputado Estadual
Condenação criminal, por órgão colegiado, pela prática do crime descrito no art. 171

Os candidatos acima não estão impedidos de concorrer. As contestações serão analisadas pela Justiça eleitoral, que pode barrar ou não as respectivas candidaturas. Ainda assim, cabe recurso às decisões dos tribunais eleitorais e, em último caso, ao Supremo Tribunal Federal.

Mais sobre a Ficha Limpa

Mais sobre eleições 2014

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!