Estamos mudando o site. Participe enviando seus comentários por aqui.

Aloysio volta atrás e admite ter xingado manifestantes

Um dia depois de negar ter chamado ambientalistas de “seus m...”, senador tucano se “penitencia” e diz que extravasou sua indignação

O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) reconheceu hoje (25) que foi ele quem xingou ontem manifestantes durante a votação do novo Código Florestal na Comissão de Meio Ambiente do Senado. Em nota divulgada à imprensa por meio de sua assessoria, o tucano diz que somente se deu conta de que foi o autor da frase atribuída inicialmente ao senador Ivo Cassol (PP-RO) após ter acesso à degravação da sessão.  “Duvido que vocês já tenham visto uma galinha viva na vida, seus m…”, disse o senador aos manifestantes ligados à causa do meio ambiente, que gritavam palavras de ordens contra a aprovação do texto. Ontem Aloysio havia negado ter dito a frase.

Na nota divulgada nesta sexta, o senador disse que ficou indignado, após seis horas de discussões, com as “gritarias” e os “impropérios” dos manifestantes. “Extravasei minha indignação. Dou-me conta, agora, ao ouvir a degravação da sessão, de que não fui capaz de, naquelas condições, conter a expressão da minha justa cólera e de ter pronunciado palavras que eu deveria ter guardado para mim: penitencio-me por isso", afirmou Aloysio.

Veja a íntegra da nota divulgada pelo senador:

"A nenhum grupo de pressão é lícito tentar intimidar, menos ainda com gritarias e impropérios, a representação nacional. É por isso que as normas que regem os trabalhos do Congresso proíbem, terminantemente, quaisquer manifestações - de aplauso ou de reprovação - das galerias do plenário ou das comissões. Essa regra existe não apenas em nosso Congresso, mas em todas as instituições representativas do mundo civilizado, e decorre do respeito à soberania popular. Eu sempre fui absolutamente intransigente quanto à observância dessa regra durante a minha, já longa, vida parlamentar. Daí minha indignação quando, ao final de exaustivas 6 horas de deliberação sobre o Código Florestal, durante as quais me mantive atento e defendendo as emendas que expressavam as minhas convicções, a Comissão de Defesa do Meio Ambiente (CDMA) foi aviltada e dois dos seus integrantes, os senadores Luis Henrique e Jorge Viana, agredidos verbalmente, por manifestantes contrariados com os votos proferidos."

Mal entendido

Ivo Cassol contestou, no fim da tarde de ontem, a informação de que teria xingado os manifestantes. A assessoria do senador divulgou um vídeo da sessão para confirmar que o xingamento não foi feito por ele. Segundo assessores que participavam da reunião, o autor da frase, na verdade, teria sido Aloysio Nunes.

Ele teria feito o comentário para os demais senadores, mas como o seu microfone estava ligado, o áudio acabou vazando para todos os presentes. Mas o senador paulista também negou o xingamento. “Na Comissão de Meio Ambiente, defendi minhas emendas ao Código Florestal. Não falei de galinhas nem xinguei ninguém de m…”, publicou ele, em seu Twitter. Mais tarde, porém, o senador disse que ficou realmente furioso no momento, mas não quis comentar a declaração, o que só ocorreu hoje.

Continuar lendo