Estamos mudando o site. Participe enviando seus comentários por aqui.

Aliada de Cunha pressionou outra empresa envolvida na Lava Jato

Requerimentos contra empresa suspeita de participar de cartel na Petrobras foram apresentados pela peemedebista Solange Almeida, também autora de pedidos contra lobista acusado de fazer pagamentos para o PMDB

A ex-deputada federal Solange Almeida (PMDB-RJ), correligionária do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é autora de outro requerimento que cobrou explicações de uma das empreiteiras suspeitas de envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras, investigado pela Operação Lava Jato. As informações são do jornal O Globo.

Solange apresentou requerimento de informações sobre o rompimento da barragem de uma pequena hidrelétrica em Rondônia, em novembro de 2009. Os representantes das empresas envolvidas no projeto foram convocados a prestar esclarecimentos à Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara. O presidente de Schahin Engenharia, Milton Schahin, foi um dos convocados. Segundo delação do ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco, a empresa é uma das integrantes do cartel que atuava na estatal.

Em depoimento de delação premiada, o doleiro Alberto Youssef afirmou que Cunha era um dos favorecidos com as propinas pagas pelas empreiteiras do esquema. De acordo com ele, as empresas Samsung e Mitsui, que tinham contrato de aluguel de um navio-plataforma com a Petrobras, interromperam o pagamento de propinas ao PMDB. Para pressioná-las, segundo o delator, aliados do peemedebista apresentaram dois requerimentos, a mando de Cunha, na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara para auditar as empresas.

Atualmente, Solange é prefeita de Rio Bonito, município da região metropolitana do Rio de Janeiro. A atuação política da ex-deputada não costumava envolver o setor de energia e petróleo, apesar de ter assinado os documentos envolvendo os fornecedores da Petrobras. No caso da hidrelétrica de Rondônia, a deputada justificou o pedido à Casa com os prejuízos causados às famílias atingidas pelo rompimento da barragem, em uma região do país com a qual ela não tinha qualquer ligação.

Confira a íntegra da reportagem de O Globo

Mais informações sobre Lava Jato

Continuar lendo