Aécio Neves culpa “governo do PT” por recessão

Candidato do PSDB comentou dado divulgado hoje pelo IBGE, que indica recessão técnica. Segundo ele, presidente Dilma deixará crescimento baixo como legado

Candidato do PSDB à presidência da República, o senador Aécio Neves culpou nesta sexta-feira (29) o "governo do PT" pelo quadro de recessão técnica no Brasil apresentado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o IBGE, o Produto Interno Bruto (PIB) teve queda de 0,6% no segundo trimestre deste ano.

"A verdade é que o governo do PT terminou antes da hora e o legado será crescimento baixo, investimento baixo, combinado com inflação alta, juros altos e uma perda crescente da confiança na nossa economia que impacta nos investimentos e no emprego", disse Aécio, que aparece atrás da presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, nas pesquisas de intenção de voto.

O presidenciável tucano também rebateu crítica feita pelo ministro Guido Mantega (Fazenda) ao ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga, que deve assumir o Ministério da Fazenda caso o tucano seja eleito presidente. Sem citar nomes, Mantega disse que Fraga não entregou a meta de inflação.

"É triste ao final do governo o ministro da Fazenda que entrega este quadro extremamente perverso para os brasileiros de crescimento baixo, de recessão a partir de hoje, de inflação saindo do controle mesmo com preço represado, não vejo nele autoridade para questionar quem quer que seja", criticou Aécio. Ele disse estar confiante que estará no segundo turno, apesar da disparada da candidata Marina Silva (PSB).

 

Mais sobre as eleições de 2014

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!