Aécio Neves aciona Twitter na Justiça para ter acesso a dados de usuários

Tucano acusa twitteiros de difamação. É o quarto processo movido por ele contra provedores e redes sociais com o objetivo de identificar "detratores"

O candidato do PSDB à presidência da República, Aécio Neves, decidiu processar o Twitter para que a empresa revele os dados cadastrais e o IP (espécie de digital eletrônica dos computadores) de 66 usuários da rede social. A defesa do tucano acusa os twitteiros de "disseminar conteúdo ilícito" contra ele.

O magistrado do caso, Helmer Amaral, determinou que o Twitter forneça as informações, que ficarão lacradas à disposição da Justiça e só serão repassadas à equipe do tucano quando for "previamente avaliada a postagem de cada qual dos usuários".

Com a decisão do juiz, os 66 usuários receberam um e-mail da rede social, no sábado (6), afirmando que suas contas eram "objeto de ordem liminar". Essa é a quarta ação que Aécio move contra provedores e redes sociais com objetivo de identificar "detratores".

 

Mais sobre eleições 2014

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!