Advogado nega ligação de Youssef com Cunha e Anastasia

Responsável pela defesa do doleiro afirmou que não houve a determinação para o policial federal Jayme Alves de Oliveira Filho entregar dinheiro ao deputado do PMDB e ao senador de Minas Gerais

O advogado Antônio Figueiredo Basto, responsável pela defesa de Alberto Youssef, negou nesta segunda-feira (12) que o doleiro não determinou que o policial federal Jayme Alves de Oliveira Filho, o Careca, entregasse dinheiro de propina para o ex-governador e senador eleito Antonio Anastasia (PSDB-MG) e para o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A afirmação ocorreu após ele se reunir com Youssef na manhã de hoje.

Em reportagens de jornais, os dois foram apontados como beneficiários do esquema de desvio de dinheiro da Petrobras. De acordo com o portal G1 e com o site do O Estado de S. Paulo, Youssef negou conhecer ou ter negócios com os dois. "Vamos esclarecer que isso é uma criação e não tem relação com o meu cliente. Youssef não conhece o Anastasia nem o Eduardo Cunha e não fez negócio com os dois. Ele nunca deu dinheiro para o Eduardo Cunha nem para o Anastasia. Se alguém deu não foi ele", disse o advogado ao Estadão.

Reportagem publicada pela Folha de S. Paulo na semana passada mostrou que Careca entregou R$ 1 milhão a Anastasia. Na época, o tucano elegeu-se governador após ser vice-governador do hoje senador Aécio Neves (PSDB-MG) por três anos e três meses. O periódico informou que o caso está sob análise na Justiça Federal do Paraná e não foi encaminhado à Procuradoria-Geral da República porque Anastasia só foi diplomado às vésperas do recesso do Judiciário.

No mesmo dia, o Estadão publicou que Youssef disse em delação premiada ao Ministério Público Federal que o lobista Fernando Antonio Falcão Soares, conhecido como Fernando Baiano e apontado como operador do PMDB no esquema, fez repasses ao líder do PMDB, considerado o principal candidato à presidência da Câmara. O peemedebista, candidato à presidência da Câmara, usou o Twitter para comentar sobre a entrevista do advogado do doleiro. Segundo o deputado, "caiu a máscara da alopragem".


Mais sobre a Operação Lava Jato

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!