Ações da Petrobras têm maior queda em dez anos

Desvalorização nas ações da estatal puxou o Ibovespa, que caiu a 3.02% no início da tarde. Balanço anual retido levou ao vencimento antecipado de R$ 7 bilhões em dívidas

Em meio às investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, as ações da Petrobras chegaram ao menor valor, no início da tarde desta segunda-feira (15), desde agosto de 2004. Os papéis ordinários da petrolífera, que dão direito a voto aos acionistas, foram vendidos a R$ 8,55 (recuo de 9,62%) e entraram em leilão – com o procedimento, as ações deixaram de ser negociadas livremente, por alguns instantes, na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), com o objetivo de recuperar o preço dos papéis. Em seguida, cerca de dez minutos depois, queda foi freada e ficou em 9,20%.

A queda nas ações ordinárias repetiu-se com as ações preferenciais – que garantem ao acionista mais chances de recuperar investimentos em casos de falência, por exemplo: esses papéis também foram a leilão quando eram negociados a 9,19% (queda de 9,10%).

A desvalorização nas ações da estatal puxou o Ibovespa, que caiu a 3.02% no início da tarde, indo a 46 mil pontos. Segundo a Agência Estado, apenas uma empresa listada na Bovespa obtinha alta em meio à tendência generalizada de quedas: a Duratex registrou alta de 0,66%.

O pessimismo do mercado é uma reação ao novo adiamento do balanço da Petrobras, que ameaça a empresa a ter reduzido – ou mesmo perder – o grau de investimento: como exemplo do desânimo no setor, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central, considerado uma prévia do Produto Interno Bruto, caiu 0,26% em outubro em relação a setembro, sinalizando retração econômica de 0,09% no ano.

O atraso na apresentação do balanço já rendeu punição à empresa com o vencimento antecipado de R$ 7 bilhões em dívidas, com multas definidas. Caso o balanço anual não seja divulgado até abril de 2015, outras dívidas vencerão.

Mais sobre economia brasileira

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!