Além de Nelson Meurer, Conselho de Ética decidirá se cassa Laerte Bessa

Além do processo de cassação do mandato de Nelson Meurer (PP-PR), o Conselho de Ética também instaurou procedimento contra Laerte Bessa (PR-DF). O deputado é acusado de agredir e ameaçar um dirigente do PSB durante reunião de uma comissão do Congresso, em maio, que discutia recursos para a segurança.

O processo contra Bessa é pedida pelo PSB.

Nesta quarta-feira, o Conselho de Ética sorteou a lista tríplice para a escolha dos relatores dos dois processos. A decisão será do presidente do colegiado, Elmar Nascimento (DEM-BA), que prometeu anunciar os indicados até a próxima quarta-feira.

O presidente do conselho disse, ainda, que outros dois processos devem ser julgados antes do recesso parlamentar de julho.

"A gente está querendo fechar este primeiro semestre concluindo os processos que já se encontram instruídos na fase de parecer do relator: os dos deputados Celso Jacob e João Rodrigues."

Celso Jacob (MDB-RJ) e João Rodrigues (PSD-SC) foram condenados por fraudes quando prefeitos e estão presos, mas continuam no exercício do mandato. No Conselho de Ética, eles são alvo de processos de cassação de mandato propostos pela Rede.

A Rede também pede a cassação do mandato do deputado Paulo Maluf (PP-SP), condenado pelo STF por lavagem de dinheiro. Nesse caso, o parecer do processo ficou para o segundo semestre. O plano de trabalho foi lido na reunião desta semana, com prazo de 40 dias úteis contados da apresentação da defesa, feita no dia 11 de junho.

Maurer foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 29 de maio por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele é o primeiro condenado pelo STF na Lava Jato.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!