“O Gilmar começou a ajudar a gente”, diz executivo da JBS em áudios divulgados por revista

Em áudio obtido pela revista Veja, Ricardo Saud comemorou decisão da Segunda Turma do STF em soltar José Dirceu. Conversa foi gravada em 3 de maio

 

O empresário e delator comemorou a decisão. “Acho que o Gilmar agora começou a ajudar a gente”, afirmou a Frederico, a quem também avaliou que esse era um sinal de que o Supremo também poderia soltar Palocci com medo que ele comprometesse ministros em um acordo de delação premiada.

“Essa atitude do Supremo ontem foi boa demais”, afirma Saud em outro trecho da conversa, ao que Frederico responde que Gilmar votou pensando mais em si mesmo. Saud concorda, afirmando que Gilmar está “com medo demais da OAS”. “O Lewandowski, esses caras todos… não ‘guentam’ a delação não”, diz Frederico.

Cardozo, Lula, FHC e Temer

O ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e o presidente Michel Temer também são citados, de acordo com a reportagem de Veja. Saud afirma que foi conversar com Cardozo logo após saber da decisão da Segunda Turma e que acreditava que a decisão foi tomada após uma conversa entre Temer, Lula e FHC.

Para Saud, a soltura de Palocci era o próximo passo e que acabaria com a Lava Jato. “Aí ninguém oferece denúncia contra os que estão investigados, os inquéritos morrem tudo (…) Quem já tinha que comer cadeia já comeu”, afirmou.

 

<< Leia a íntegra da reportagem de Veja

<< Gilmar Mendes mantém presos os irmãos Joesley e Wesley Batista

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!