“É hora de repensar o papel da Petrobras”, diz presidente da Câmara

Eduardo Cunha (PMDB-RJ) classifica a redução da classificação de risco da Estatal como grave. Para ele, a sociedade vai ter que pagar "um custo maior" pelos problemas na Petrobras

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse nesta quarta-feira (25) que é preciso “repensar o papel da Petrobras”, após o rebaixamento sofrido pela empresa no mercado internacional. Ontem, a agência de classificação de riscos Moody's retirou da Petrobras o chamado grau de investimento, que garante a segurança para investir.

Cunha considera a situação grave, uma vez que a sociedade vai ter de pagar “um custo maior” pelos investimentos da Petrobras. “A empresa já passa por muitos problemas, na medida em que você não consegue nem sequer ter balanços. Além das denúncias de corrupção, você não consegue quantificar o que aconteceu e, ao mesmo tempo, tem uma necessidade de investimento elevada, que a Petrobras não consegue dar conta. É hora de repensar o papel da Petrobras e o que ela tem que fazer. Isso é um alerta. É grave, não tenho dúvida”, afirmou o presidente.

Por outro lado, Cunha avalia que o rebaixamento sofrido pela Petrobras, por si só, não vai agravar a economia do País. “A situação da Petrobras já causou um impacto na economia. Isso apenas vai agravar a situação da própria Petrobras. Não é essa decisão de rebaixamento que vai ter impacto na economia.”

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!