Zé Maria (PSTU)

Metalúrgico, ele foi preso com Lula e outros dez sindicalistas durante movimento de greve no ABC paulista em 1980. Criou o PSTU em 1994, dois anos após a tendência que integrava no PT ter sido expulsa pelo comando do partido

Natural de Santa Albertina (SP), tem 56 anos e é metalúrgico. Disputa a eleição presidencial pela quarta vez (também concorrem em 1998, 2002 e 2010). Em 1980, passou um mês preso com o então líder sindicalista Luiz Inácio Lula da Silva e outros dez sindicalistas por liderar greve no ABC paulista. Deixou o PT em 1992, quando a tendência da qual participava, a Convergência Socialista, foi expulsa da legenda por encampar o movimento “Fora, Collor”, rejeitado até então pela maioria dos petistas. Dois anos depois, o grupo criou o Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU), do qual Zé Maria é presidente. Tem como vice a assistente social e professora universitária Cláudia Alves Durans, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). De acordo com o site do TSE, a estimativa de gastos da legenda é de R$ 400 mil e os bens do candidato somam R$ 20 mil.

Conheça o perfil dos demais presidenciáveis

Mais sobre eleições

Assine a Revista Congresso em Foco

Eleições 2014