Zé de Abreu critica Regina Duarte por apoio a Bolsonaro

O ator Zé de Abreu criticou neste sábado a atriz Regina Duarte por ter declarado apoio ao candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL). Em sua conta no Twitter, o ator, que é ligado ao PT, disse que perdeu o respeito pela colega de profissão por causa de sua mais recente posição política.

“Respeitei a posição de @reginaduarte enquanto ela apoiava a direita democrática com Serra, Alckmin, FHC, Doria. Quando apoiou o impeachment. Mas não respeito artista que apoia fascista. O fascismo odeia nossa profissão e nossa classe. Elimina quem discorda e quem é ‘diferente’”, publicou o ator que interpreta o personagem Dodô na novela Segundo Sol.

“Nossos colegas, Regina Duarte, sejam artistas, técnicos, gays, lésbicas ou héteros, estamos APAVORADOS com o advento do fascismo. Ninguém mais trabalha sossegado com essa ameaça de trevas sobre nossas almas sensíveis. Não é admissível um colega de tantos anos não respeitar isso!”, escreveu.

Regina se encontrou com Bolsonaro ontem no Rio e postou uma foto no Instagram declarando apoio explícito ao presidenciável. “Pra comemorar um encontro como este … e com isso festejar a fé num futuro melhor pra todos nós .⭐️🌈☀️💫. Sou @jairmessiasbolsonaro pra Presidente do BRASIL 🇧🇷E depois eu conto como foi o encontro . 🍀 Foi lindo. Depois eu conto…”, publicou.

Militante do PSDB nas eleições presidenciais anteriores, a atriz não se engajou este ano na campanha de Geraldo Alckmin (PSDB), que ficou na quarta colocação no primeiro turno, mas vinha publicando diversas mensagens com críticas ao PT e sinalizando simpatia a Bolslonaro.

Nos últimos dias uma postagem dela gerou repercussão nas redes. A atriz compartilhou uma foto com uma imagem que traz a comparação entre o valor do salário mínimo, de R$ 954,00, e a “bolsa presidiário”, de R$ 1.319,18 e em seguida questiona: “Tem certeza que o PT sabe governar?”.

Artistas anunciam voto em presidenciáveis. Veja quem vota em quem

Patrícia Pillar

Zé de Abreu. Foto: Antonio Pinheiro/Revista Congresso em Foco

A publicação foi alvo de críticas da atriz Patrícia Pillar, que apoiou Ciro Gomes (PDT), seu ex-marido, no primeiro turno e que agora defende a candidatura de Fernando Haddad (PT).

“Mas você acha que a solução neste momento é votar em um candidato que nunca administrou uma rua sequer? Que se apresenta como salvador da pátria, mas não tem o menor conhecimento sobre economia, saúde e educação? A apologia à violência que ele prega só nos trará ainda mais violência”, contestou Patrícia.

Zé de Abreu ironizou Regina pela publicação que associa o auxílio-reclusão ao PT. “Oi, colega Regina. Bolsa-presidiário existe desde 1991. Sei que você é meio esquecida, não consegue decorar texto há muitos anos (inaugurou o uso de ponto eletrônico para atores na Globo), mas ‘dar um Google’ evitaria de você passar fake news do fascista que você apoia”, publicou.

Em 2002 a atriz gravou participação no horário eleitoral do PSDB, afirmando que tinha medo do PT. Na ocasião José Serra (PSDB) foi derrotado por Lula (PT).

corrida presidencialinstagramJair BolsonaroPatrícia Pillarredes sociaisRegina DuarteTwitterzé de abreu