TSE dá direito de resposta a Bolsonaro em programa eleitoral de Alckmin

A coligação do candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, terá um minuto e 14 segundos do tempo do programa eleitoral de rádio de Geraldo Alckmin (PSDB) para exercer direito de resposta contra propaganda do tucano.

A peça da campanha de Alckmin aborda o voto de Bolsonaro contra a chamada PEC (proposta de emenda constitucional) das domésticas, e sugere que o candidato do PSL seja contra pobres.

A coligação de Bolsonaro acusa a campanha de Alckmin de dar um sentido fora de contexto à fala do candidato e de recorrer a montagem, o que faria o eleitor acreditar que o capitão da reserva seja contra pobre.

O direito de resposta foi concedido ao candidato do PSL em decisão do ministro Luís Felipe Salomão, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), nesta quarta-feira (12).

Segundo o ministro, a propaganda de Alckmin "ultrapassou a esfera da mera crítica política" e divulgou "fato distorcido".

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!