RN é o que mais reelegeu; DF, o que mais renovou

Edson Sardinha


Quatro estados decidiram manter ao menos 70% de suas bancadas na Câmara. O menor índice de renovação na nova Câmara ficará por conta do Rio Grande do Norte. Dos oito deputados potiguares, sete se reelegeram. Apenas Rogério Marinho (PSDB-RN) não conseguiu renovar o mandato.


A bancada do Distrito Federal, por outro lado, é a que terá mais caras novas na próxima legislatura. Apenas um – Magela (PT-DF) – dos oito representantes do DF se reelegeu.

Depois do Rio Grande do Norte, o Amazonas foi o estado com maior índice de reeleição. Seis (75%) de seus oito deputados seguirão na Câmara. Com 17 representantes cada, Pará e Goiás também empataram em número de reeleitos: 12 (70%) cada.


Em números absolutos, as duas maiores bancadas da Casa, São Paulo e Minas, são também as que mais reelegeram: 38 dos 70 deputados paulistas e 34 dos 53 mineiros ganharam nas urnas direito a um novo mandato.

Assim como o DF, outras cinco unidades federativas reelegeram menos da metade de seus representantes. Com oito nomes na Casa cada, Roraima e Sergipe reelegeram apenas dois de seus representantes. Dos 16 deputados catarinenses, sete seguirão no Congresso no próximo ano. O mesmo ocorrerá com cinco dos 12 deputados paraibanos. Em Tocantins, três dos oito deputados renovaram o mandato.

Leia também:

Governistas se reelegeram mais que oposição

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!