Primeiro senador gay é eleito e representatividade LGBT aumenta no Congresso

Com 1.117.036 de votos, Fabiano Contarato (Rede) foi o senador mais votado do Espírito Santo. Casado e com um filho, Fabiano será o primeiro senador homossexual da história do Brasil. Ele se juntará a Jean Wyllys (Psol-RJ), até então o único assumidamente gay do Congresso.

Nessas eleições, a comunidade LGBT teve grande representatividade, avalia o presidente da Aliança Nacional LGBTI+ e colunista do Congresso em Foco, Toni Reis.

“Nestas eleições de 2018, numa primeira análise, houve um aumento das bancadas conservadoras e uma candidatura presidencial com discurso extremado. Por outro lado, dentro das casas legislativas também continuará havendo bancadas progressistas que defendem os direitos humanos e respeitam a diversidade, as quais serão nossa resistência”, disse Toni.

Depois do resultado, os três parlamentares comemoraram o resultado. Fabiano fez uma transmissão ao vivo no Facebook, em que agradeceu a confiança. “Eu vou honrar esse um milhão e cem votos. Fui eleito sem mandato, não estava na mídia. O que marcou foi que eu cumpri humildemente o que estava na Constituição, onde diz que todos são iguais perante a lei”, disse Fabiano. “Pode ter certeza que a faxina moral vai começar no Senado”.

“Nosso mandato foi renovado para mais quatro anos de resistência”, escreveu Jean Wyllys.

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!