Orlando Silva sofre ataques racistas e registra denúncia: “Inaceitável”

O deputado federal e candidato à prefeitura de São Paulo, Orlando Silva (PCdoB), registrou denúncia na 26ª Delegacia de Polícia do Sacomã, na capital paulista, nesta terça-feira (3), após sofrer ataques racistas em suas redes sociais.

O candidato recebeu comentários feitos por diferentes usuários no Twitter, Instagram e Facebook, como: “volte pra suas origens coisa feia dos inferno”, ”cara de bandido” e “porco ladrão cheio de melanina”.

Também pelas redes sociais, o deputado disse que como homem negro tem "consciência do dever de não deixar o racismo impune".

Boletim de ocorrência registrado por Orlando Silva nesta terça-feira (3).

Os ataques ganharam força depois de Orlando Silva se posicionar em entrevistas, em seus programas eleitorais e nas redes sociais contra o fascismo.

"É inaceitável que o esgoto das redes sociais dê vazão ao ódio e ao mais abjeto dos sentimentos, que condena e discrimina pessoas pela cor. Conheço o racismo de sentir na pele. Tenho orgulho de ser negro e não permitirei que tentem me subjugar", disse o deputado.

Pesquisa Ibope divulgada no último dia 30, mostra Orlando Silva com 1% das intenções de voto. O atual chefe do executivo municipal, Bruno Covas (PSDB) lidera a corrida com 26%, seguido por Celso Russomanno (Republicanos), com 20%.

 

> Ibope em São Paulo: Covas, 26%; Russomanno, 20%; Boulos, 13%; França, 11%

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!