“Não há preocupação”, diz defesa de Bolsonaro sobre auditoria de campanha

A defesa do presidente Jair Bolsonaro minimizou neste sábado (12) a ideia do PSL de pedir uma auditoria das contas da campanha presidencial do militar reformado. “Não há nenhuma preocupação com isso por parte do presidente da República”, disse ao Congresso em Foco a advogada Karina Kufa, que trabalha com Bolsonaro desde a campanha.

Na noite de sexta-feira (12) Bolsonaro e 21 congressistas do PSL, entre eles Flávio e Eduardo Bolsonaro, filhos do presidente, assinaram um documento solicitando auditoria externa das contas do partido.

O blog do jornalista da Globo News Gerson Camarotti publicou no mesmo dia que o PSL vai reagir  e pedir que sejam incluídas nessa auditoria a prestação de contas da campanha presidencial de Bolsonaro em 2018.

A defesa de Bolsonaro afirma que o Tribunal Superior Eleitoral elogiou as contas da campanha de Bolsonaro e ressaltou não haver irregularidades:

“As contas da campanha foram aprovadas e elogiadas pela presidente do TSE, ministra Rosa Weber, que destacou que as ressalvas aconteceram em razão de uma exigência legal, já que para se aprovar sem ressalvas não pode ter nenhum apontamento. E nas do presidente restaram pequenas inconsistências, mormente pela utilização da vaquinha virtual, que pela inediticidade apresentaram problemas técnicos, como não cruzar o CPF do doador”.

A crise na sigla foi destacada pelo Congresso em Foco em setembro, quando deputados revelaram ao site que a situação dentro do partido era de racha e possível debandada.

O clima piorou nesta semana, quando Bolsonaro disse para um seguidor esquecer da sigla. Desde então, troca de farpas estão acontecendo dos dois lados. Bolsonaro e seus aliados têm sido mais ferrenhos; do outro, o presidente do partido, Luciano Bivar, e deputados que não fazem parte da ala mais bolsonarista.

> Bivar baixa o tom e diz, em entrevista exclusiva, querer manter Bolsonaro no PSL

contas de campanhaeleições 2018Jair BolsonaroLuciano BivarPSL