Marcos Palmeira, presidente do Fla e economista podem ser vice de Marina

Com histórico de trabalhos na TV Globo, o ator Marcos Palmeira entrou na lista de cotados para ser vice da ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, candidata da Rede à Presidência da República. A possibilidade, confirmada pelo porta-voz do partido, Pedro Ivo Batista, ganhou força nos últimos dias, na esteira da decisão do deputado Miro Teixeira (Rede-RJ) em tentar uma vaga no Senado.

Um dos mais próximos aliados de Marina, Miro era uma indicação natural para a composição da chapa – o deputado é um dos mais experientes do Congresso e já exerceu 11 mandatos não consecutivos. Outros nomes cogitados são o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, e o economista Ricardo Paes de Barros.

"Ele [Marcos Palmeira] passa a ser uma possibilidade para a vice, mas ainda não foi consultado", declarou Pedro Ivo, segundo o jornal O Globo. O porta-voz diz que o artista é um dos preferidos, por parte da base do partido para a chapa com Marina.

"Agora, as três alternativas são o Bandeira, o Paes de Barros e o Marcos Palmeira. Ele sempre foi filiado e dignificaria nossa chapa", acrescentou Pedro Ivo, que não comentou eventuais impedimentos contratuais do ator do Grupo Globo em termos de eleições.

Protagonista de novelas e filmes – atualmente, integra o elenco de "Intervenção", de Rodrigo Pimentel –, Marcos Palmeira tem a causa do meio ambiente em comum com Marina, o que reforça o caráter "puro sangue", para além da questão partidária, de uma eventual chapa com a presidenciável. Em canais como o YouTube, é possível vê-lo em demonstrações de como cultivar a terra de modo sustentável e dando dicas sobre plantação orgânica. Filiado à Rede desde 2010, o ator sempre teve proximidade com a ex-ministra.

Como lembra o jornal fluminense, no início da semana Marina disse haver "pratas da casa" na Rede para formar a chapa presidencial, embora tentativas de aliança tenham fracassado. Alem de Miro Teixeira, a ex-ministra mencionou o flamenguista e o economista – este, um dos idealizadores do programa Bolsa Família.

A Rede ainda tenta uma aliança com o Pros, que ofereceu o ex-deputado Maurício Rands (PE) como vice. Também estão em curso conversas com o PHS, que ofereceu o advogado criminalista Castellar Modesto para compor a chapa presidencial. PV, PMN e Podemos, que tem o senador Alvaro Dias (PR) como presidenciável, também constam da lista de possíveis parcerias eleitorais da Rede.

Bolsonaro e Marina empatam em cenário sem Lula, aponta Ibope

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!