Juiz reverte status da candidatura de Wladimir Garotinho para deferido

O juiz da 76ª Eleitoral de Campos, Glicério de Angiolis Gaudard, determinou neste sábado (14) que o nome do candidato à prefeitura de Campos dos Goytacazes (RJ), o deputado Wladimir Garotinho (PSD), passe a constar no site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) como deferido.

> TRE-RJ mantém impugnação de vice de Wladimir Garotinho em Campos

A informação foi divulgada pelo jornal O Dia. Em sua decisão, o juiz afirmou que "o lançamento do status indeferido com recurso se deu por conta da orientação então vigente à época, segundo a qual, em síntese, o indeferimento em relação a um dos candidatos (“cabeça de chapa” ou respectivo vice) levava à tal anotação".

Todavia, diz o magistrado, conforme a "bem lançada certidão da serventia, agora, recentemente, sobreveio o AVISO VPCRE N. 115/2020 estabelece que no caso de candidatos as cargos majoritários, deve ser anotada no CAND a situação individual de cada um. Então, tudo isso considerado, acolho o pedido e determino a imediata retificação do registro de DECISÃO Num. 39799940 – Pág. 1 candidatura de Wladimir Barros Assede Matheus de Oliveira para que passe a constar DEFERIDO”.

No site  do TRE-RJ, no entanto, a candidatura ainda consta como anulada sub judice.

Já no Divulgacand, site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que mostra a situação das candidaturas e traz dados sobre a apuração e informações de campanha, a situação de Wladimir consta como deferida.

No entanto, seu vice, o empresário Frederico Paes (MDB), consta como indeferido com recurso.

Na quinta-feira (12) o TRE-RJ decidiu manter a impugnação do empresário Frederico Paes (MDB), candidato a vice prefeito na chapa de Wladimir. Apesar da Corte ter formado maioria na decisão ainda cabe recurso da campanha no TSE, mas com o prazo de substituição de vice encerrado, a deliberação pode abranger toda a chapa.

O impedimento atende ao pedido do candidato Bruno Calil (Solidariedade), da coligação "Nova Força" (DEM, PTC e PV), ao alegar que o empresário permaneceu como diretor do Hospital Plantadores de Cana (HPC) e do Sindicato dos Hospitais, Clínicas, Casas de Saúde e Estabelecimentos de Saúde da Região Norte Fluminense (SindihNorte) fora do prazo exigido pela legislação eleitoral para desincompatibilização.

Congresso em Foco tentou contato com a campanha de Garotinho e Paes, mas não obteve sucesso.

> Eleição em Campos (RJ) tem candidatura impugnada e disputa entre famílias

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!