Ibope em São Paulo: Covas, 26%; Russomanno, 20%; Boulos, 13%; França, 11%

Pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira (30) aponta um derretimento do deputado Celso Russomanno (Republicanos) na corrida pela prefeitura de São Paulo: ele caiu de 25% para 20% nas intenções de votos. O atual chefe do executivo municipal, Bruno Covas (PSDB), saltou dos 22% para 26% e agora lidera a corrida.

Guilherme Boulos (Psol) e Márcio França (PSB) estão tecnicamente empatados em terceiro lugar. Boulos tem 13% das menções e França, 11%. No terceiro pelotão, Jilmar Tatto (PT) tem 6%; Arthur do Val - Mamãe Falei (Patriota) tem 3%; Joice Hasselmann (PSL) tem 2%; Andrea Matarazzo (PSD), Levy Fidelix (PRTB), Orlando Silva (PCdoB) têm 1% cada um.

Como a renúncia à candidatura de Filipe Sabará foi formalizada durante a aplicação da pesquisa, seu nome ainda constava no questionário. Ele tinha 1% das intenções de voto. Vera Lúcia (PSTU), Marina Helou (Rede) e Antonio Carlos Silva (PCO) tiveram menos de 1%. Brancos e nulos somam 10% e não sabem ou não responderam, 5%.

Além das oscilações na liderança, houve os seguintes movimentos em relação ao levantamento anterior, de 15 de outubro:

  • Boulos foi de 10% para 13%;
  • França foi de 7% para 11%;
  • Jilmar Tatto foi de 4% para 6%;
  • Arthur do Val foi de 2% para 3%;
  • Joice Hasselmann foi de 1% para 2%;
  • Andrea Matarazzo se manteve com 1%;
  • Levy Fidelix se manteve com 1%;
  • Orlando Silva se manteve com 1%;
  • Filipe Sabará [desistiu da candidatura]* se manteve com 1%;
  • Vera Lúcia foi de 1% para 0%;
  • Marina Helou foi de 1% para 0%;
  • Antônio Carlos se manteve com 0%;
  • Os brancos e nulos foram de 17% para 10%;
  • Os indecisos foram de 7% para 5%.

Ibope mostra Russomanno com 25% das intenções de voto em SP. Covas tem 22%

Analisando o percentual de votos válidos, que corresponde à proporção de votos do candidato sobre o total de votos, excluídos os votos brancos, nulos e indecisos, nenhum postulante seria eleito em 1º turno. Para que a corrida seja decidida no dia 15 de novembro, o candidato precisa obter 50% mais um dos votos válidos na apuração oficial.

  • Bruno Covas (PSDB): 30%
  • Celso Russomanno (Republicanos): 23%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 15%
  • Márcio França (PSB): 13%
  • Jilmar Tatto (PT): 7%
  • Arthur do Val - Mamãe Falei (Patriota): 4%
  • Joice Hasselmann (PSL): 3%
  • Andrea Matarazzo (PSD): 2%
  • Levy Fidelix (PRTB): 1%
  • Orlando Silva (PCdoB): 1%
  • Filipe Sabará [desistiu da candidatura]*: 1%
  • Vera Lúcia (PSTU): 0%
  • Marina Helou (Rede): 0%
  • Antonio Carlos Silva (PCO): 0%
Rejeição

A pesquisa também perguntou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum. Os nomes mais rejeitados foram de Russomanno, Joice e Bruno Covas. Os percentuais foram os seguintes:

  • Celso Russomanno: 38%
  • Joice Hasselmann: 26%
  • Bruno Covas: 20%
  • Levy Fidelix: 22%
  • Guilherme Boulos: 22%
  • Jilmar Tatto: 18%
  • Filipe Sabará [desistiu da candidatura]*: 16%
  • Arthur do Val: 15%
  • Orlando Silva: 14%
  • Vera Lúcia: 12%
  • Andrea Matarazzo: 12%
  • Marina Helou: 11%
  • Antonio Carlos Silva: 11%
  • Márcio França: 10%
  • Poderia votar em todos: 4%
  • Não sabe/não respondeu: 11%
Pesquisa espontânea

Na pesquisa espontânea, quando o eleitor diz em quem vai votar sem ter os nomes dos candidatos apresentados, as primeiras posições se invertem: Covas lidera com 15% e Boulos e Russomanno aparecem em segundo lugar em empate técnico. Veja os resultados:

  • Bruno Covas (PSDB): 15%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 9%
  • Celso Russomanno (Republicanos): 8%
  • Márcio França (PSB): 5%
  • Jilmar Tatto (PT): 3%
  • Arthur do Val (Patriota): 3%
  • Joice Hasselmann: 1%
  • Levy Fidelix: 0%
  • Andrea Matarazzo: 0%
  • Antônio Carlos: 0%
  • Marina Helou: 0%
  • Orlando Silva: 0%
  • Filipe Sabará [desistiu da candidatura]*: 0%
  • Outros: 2%
  • Branco ou nulo: 17%
  • Não sabem ou preferem não opinar: 37%
Simulação 2º turno

O Ibope também traçou dois cenários de segundo turno: entre Bruno Covas e Celso Russomanno ou entre Bruno Covas e Guilherme Boulos. Em ambos os cenários, Covas lidera.

Bruno Covas teria 47% na disputa contra Russomanno, com 31%. Brancos e nulos somam 20% e não sabem, 2%. Sendo Boulos o adversário, Covas teria 51% e o psolista, 26%. Nesse segundo cenário, brancos e nulos somam 20% e não sabem, 3%.

Sobre a pesquisa

O levantamento foi feito entre os dias 28 e 30 de outubro com 1.204 eleitores e encomendado pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais para mais ou para menos e nível de confiança de 95%, o que quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

Tereza Cristina terá que esclarecer pecuária no Pantanal e “boi bombeiro”

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!