Eleitores brasileiros que vivem no exterior já começam a votar

Brasileiros que residem na Nova Zelândia deram início às eleições para a escolha do próximo presidente da República. A votação no país teve início às 16h do horário de Brasília. A partir das 19h, eleitores que vivem na Austrália também poderão ir às urnas, seguidos dos eleitores do Japão e da Coreia do Sul.

Os brasileiros residentes em São Francisco e em Los Angeles, nos Estados Unidos, e em Vancouver, no Canadá, serão os últimos, entre os que moram no exterior, a votar, a partir das 12h do domingo (7).

De acordo com o TSE, 500.727 eleitores brasileiros residentes no exterior estão aptos a votar em 171 localidades eleitorais de 99 países. A maior parte desses eleitores vive nos Estados Unidos (160.005). No Japão, o número de eleitores é de 60.708, e em Portugal, de 39.118. Somados, os três países contêm a maior quantidade de eleitores brasileiros no exterior.

As cidades com o maior eleitorado brasileiro residente no exterior são Boston e Miami, com 35.044 e 34.356, respectivamente. A terceira cidade com o maior número de eleitores brasileiros é Tóquio, com 26.092.

Para votar no exterior, basta que o eleitor apresente um documento brasileiro oficial com foto. O local de votação pode ser consultado por meio do portal do Tribunal Superior Eleitoral. O primeiro e o segundo turnos de votação no exterior são realizados nas mesmas datas da eleição no Brasil, das 8h às 17h, de acordo com o horário local.

O eleitor residente fora do país que não votar e nem justificar ausência fica sujeito à proibição de solicitar qualquer documento junto à sua repartição diplomática, além das outras penalidades estipuladas para aqueles que não votam no território nacional.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!