Decisão do TSE beneficia propaganda eleitoral de Marina e Bolsonaro

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta quarta-feira (29) resolução que estabelece o tempo da propaganda eleitoral de cada candidato à Presidência da República. A propaganda eleitoral gratuita começa no dia 1º de setembro e vai até 4 de outubro. Os programas dos candidatos vão ser transmitidos pela rádio e TV em dois blocos diários, de 12 minutos e 30 segundos cada. O plano foi aprovado por unanimidade pelo tribunal.

Na resolução, o TSE permitiu que partidos e coligações com menos de 30 segundos em cada bloco possam flexibilizar o uso de seus tempos, acumulando-os para veiculação em diferentes datas. Oito candidatos têm menos de 30 segundos e podem se beneficiar com essa proposta: Marina Silva (Rede), Guilherme Boulos (Psol), Cabo Daciolo (Patriota), Eymael (DC), Jair Bolsonaro (PSL), João Amoêdo (Novo), João Goulart Filho (PPL) e Vera Lúcia (PSTU). Marina e Bolsonaro estão entre os cinco candidatos mais bem colocados nas últimas pesquisas de intenção de votos, mas possuem pouco tempo de propaganda.

A combinação de como vai ficar o tempo por bloco será definida pelas legendas e coligações, mediante acordo de compensação de tempo, e deve ser previamente protocolada no TSE.

A propaganda no rádio vai ao ar às 7h e ao meio-dia. Já na televisão, os programas vão ser transmitidos às 13h e às 20h30.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!