Davos: Doria e Huck são reconhecidos como protagonistas, diz Roberto Freire

O presidente do Cidadania (ex-PPS), Roberto Freire, afirmou que o apresentador Luciano Huck e o governador João Doria (PSDB-SP) são “reconhecidos como protagonistas na cena internacional” ao participarem do Fórum Econômico de Davos, na Suíça.

“O que deve ser salientado por se tratar de um fórum importante é que tanto Doria como governador de um grande estado brasileiro quanto Huck, uma emergente liderança política, estão sendo reconhecidos como protagonistas na cena internacional. Lamentável é termos um presidente inepto para nos representar em eventos como esse de Davos”, disse ao Congresso em Foco.

No entanto, Freire negou que a participação no evento  ajude eleitoralmente eles nas eleições presidenciais de 2022: “Davos não é primária eleitoral alguma”.

As informações deste texto foram publicadas antes no Congresso em Foco Premium, serviço exclusivo de informações sobre política e economia do Congresso em Foco. Para assinar, entre em contato com comercial@congressoemfoco.com.br.

O presidente Jair Bolsonaro escolheu não participar e o governo brasileiro é representado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

O presidente do Cidadania  é próximo de Huck e a sigla já demonstrou intenção em tê-lo entre seus quadros.

> Opinião: Bolsonaro quer o PT como adversário em 22 e vice-versa

O ministro Paulo Guedes usou suas palestras nesta terça-feira (21) durante  o evento para falar que o Brasil “perdeu o rumo da globalização” e divulgou a expectativa de crescimento do PIB do país em 2020 (2,5%).

Ele também tocou em temas ambientais e declarou que "o pior inimigo do meio ambiente é a pobreza". Ao justificar a afirmação ele disse: "destroem porque estão com  fome".

> Luciano Huck: “Poderia seguir no Projac, mas decidi contribuir”

> Cidadania diz que tem “simpatia por Huck”, mas evita falar sobre filiação

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!