Ciro é indiferente a apoio do centrão a Alckmin, diz presidente do PDT

Presidente nacional do PDT, o ex-ministro Carlos Lupi disse há pouco à reportagem que o candidato do partido à Presidência da República, Ciro Gomes, não está preocupado com o apoio anunciado ontem (quinta, 19) pelo chamado "centrão" ao adversário tucano Geraldo Alckmin. O anúncio, feito por lideranças partidárias após reunião com Alckmin em São Paulo, pode representar ampliação de estrutura e tempo de propaganda para o presidenciável, caso se concretize em convenções partidárias.

Mas Lupi diz não ver o apoio a Alckmin como uma perda para Ciro. "Não é debandada porque [o apoio] nunca foi nosso. Havia um movimento, da parte deles, podendo vir em nossa direção. Nós somos democratas e abrimos diálogo com todo mundo. Eles votaram ao leito natural deles", disse o dirigente ao Congresso em Foco, na sede do PDT em Brasília, onde Ciro formalizará sua candidatura em convenção nacional durante o dia.

Lupi também disse não ver problemas no tempo de propaganda de rádio e TV que Ciro deixar de ganhar, agora sem o apoio do centrão. Segundo cálculos baseados em regras da Justiça Eleitoral, Alckmin poderá ter à disposição cerca de 60% do tempo de exposição em emissoras entre os presidenciáveis.

"A gente só não pode perder a causa, o projeto, as ideias. Tempo de televisão, hoje, não vai ter a mesma importância nessa eleição que já teve em outros anos – pela força das redes sociais, pela capacidade que cada um tem em compreender e entender o momento político. Eu não estou preocupado com tempo de televisão. Estou preocupado em fazermos um trabalho forte para levar nossa identidade e fazer o contato com o povo brasileiro", acrescentou Lupi.

Partidos que sustentaram Cunha na Câmara decidem apoiar Alckmin na eleição

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!