Rodrigo Pacheco afirma que não discutirá candidatura à presidência agora

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), emitiu uma nota nesta segunda-feira (12) dizendo que “não discutirá agora o processo eleitoral”.

Informação divulgada mais cedo pelo UOL aponta que o mineiro já fechou acordo com PSD e deve ser o representante do partido na corrida presidencial de 2022.

“Meu compromisso é com a estabilidade do país, e isso exige foco nos muitos problemas que ainda temos em 2021", disse em nota.

Ainda segundo reportagem de Thais Oyama, o partido de Gilberto Kassab aguarda também Geraldo Alckmin, que já anunciou saída do PSDB e deve integrar a legenda do PSD para concorrer ao governo de São Paulo.

PSD x Jair Bolsonaro

Conforme o Congresso em Foco mostrou no sábado (10), o PSD tem sido, pouco a pouco, defenestrado do governo federal. O movimento de despejo começou há cerca de 15 dias e é feito “pelas beiradas”, como definiu um parlamentar pessedista. “É algo progressivo. O governo já observou as movimentações de Kassab e agora tenta contornar, mas é um caminho gradual e sem volta esse do distanciamento”.

Até semana passada as demissões ocorreram dentro do segundo e do terceiro escalão. A maioria delas em superintendências estaduais, a exemplo de adjuntos da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Todas são de pessoas ligadas ao grupo de Gilberto Kassab. Os indicados de Fábio Faria – que já anunciou saída do partido – têm sido preservados. Se trata, porém, de um grupo consideravelmente menor e está mais restritos a cargos no Ministério das Comunicações.

Nota na íntegra:

Com relação à informação veiculada, nesta segunda-feira (12), pelo UOL, o presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (Democratas-MG), esclarece:

"Não discutirei agora o processo eleitoral de 2022. Meu compromisso é com a estabilidade do país, e isso exige foco nos muitos problemas que ainda temos em 2021".

> Congresso corre contra o tempo para votar LDO e poder entrar em recesso

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo