Weintraub se irrita após manifestantes no Pará oferecerem kafta

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, se envolveu em uma discussão com manifestantes na cidade de Alter do Chão, no Pará, na noite desta segunda-feira (22). O ministro, assim como seus colegas Sérgio Moro, da Justiça, e Marcelo Álvaro Antônio, do Turismo, se afastou do cargo para passar férias. No vídeo abaixo, uma das versões que circula nas redes sociais, Weintraub aparece de roupas informais reclamando que foi humilhado na frente da família, depois que um cidadão usou o microfone para explicar ao ministro a diferença entre ‘kafta’ e o escritor Kafka.

“Você que está com sua filha pequena, e se eu te chamasse de petista, de safado, de calhorda, você não bateu palma, não achou engraçado?”, dispara o ministro para uma pessoa que não está visível na filmagem.

 

O manifestante faz referência à fala de Weintraub durante audiência pública no Senado, em maio, quando o ministro confundiu o nome do escritor Franz Kafka e pronunciou Kafta, nome de um prato típico da culinária árabe, que tem a chegada ao Brasil vinculada geralmente à imigração sírio-libanesa.

>Weintraub é o pior ministro para líderes. Tereza Cristina, a melhor

>Weintraub será processado pelo PT por comparar Lula e Dilma a drogas

Como mostra o vídeo, o rapaz que provoca o ministro também se confunde. Kafka é um autor de língua alemã, mas que nasceu em Praga, atual República Tcheca, território que na época em que o escritor viveu pertencia ao Império Austro-Húngaro. E Kafta não pode ser exatamente colocada como um prato da cozinha espanhola.

As filmagens mostram que o ministro não foge das críticas e, cercado de pessoas que protestam contra seus posicionamentos políticos, sobe num palanque improvisado e discute com uma pessoa indígena que reclama que não foi recebido por Weintraub quando foi a Brasília. Os dois chegam a disputar o microfone.

Em outros vídeos é possível ver manifestantes com cartazes ao lado da mesa onde o ministro e a família estavam sentados. Na página do Ministério da Educação, a agenda confirma que Weintraub está em férias desde o sábado (20) até o próximo dia 27 de julho.

>UNE protesta contra dinheiro privado nas federais

>Observatório do Conhecimento reúne parlamentares em busca de apoio às universidades públicas

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!