Foco: o ás na manga do concurseiro

Para aqueles que querem se profissionalizar como concursando, precisam se especializar e manter o foco

Ser concursando é quase uma profissão hoje em dia. Gente das mais diversas áreas, formações e níveis de escolaridade optam por seguir carreira no funcionalismo público. E na capital federal, sede do poder político do país, as oportunidades são ainda maiores. E como em toda carreira, é preciso dedicação para conquistar seu lugar ao sol, horas de estudo a fio, provas atrás de provas. Porém, aqueles que querem se profissionalizar como concursando precisam se especializar e manter o foco.

É o que dizem os especialistas, como o professor Antônio Geraldo,  diretor acadêmico do preparatório para concurso IMP. Segundo ele, é muito mais provável que uma pessoa seja aprovada em uma seleção de uma área que mais domina, mas infelizmente essa lógica nem sempre costuma ser seguida. “Muitos candidatos encaram os certames como uma loteria, saem tentando qualquer um que tenha um bom salário, não importa a função ou a área. Porém, é muito mais provável que o candidato especializado em um determinado segmento consiga ingressar no serviço público e depois vá procurando melhores oportunidades”, explica.

Outro fator importante para escolher um foco é quanto à sua identificação com a função que será desempenhada. Por exemplo, alguém que foi aprovado em um concurso na área policial, mas não tem o perfil para exercer as atividades, dificilmente ficará satisfeito. Nesses casos, quando a pessoa percebe que não era bem aquilo que ela queria pode ficar bastante frustrada, tanto pelo tempo dependido àquela seleção e pelas expectativas profissionais que não foram atendidas. “Vários são os atrativos de quem decide dizer não ao setor privado, como salários altos, estabilidade empregatícia, benefícios extras, segurança profissional, etc. Mas já que o concursando se dispôs a se dedicar aos estudos, por que não escolher seleções que, além disso, ainda lhe proporcionem satisfação pessoal?”, ressalta o professor.

As seleções estão cada vez mais concorridas, as provas mais complexas. O candidato precisa estar atento a essas mudanças, ser mais do que um ‘fazedor de provas’ e sim se tornar um verdadeiro perito em concursos públicos. E quanto mais especializado ele estiver, melhor ele se sairá”.

Para quem está indeciso, ele dá as dicas:

- Identifique suas habilidades e dificuldades. Assim, será possível perceber os melhores caminhos;

- Antes de encarar um concurso, informe-se sobre a função que será exercida. Isso será útil para saber se conseguirá desempenhá-la;

- Defina sua meta salarial;

- Se já é graduado, uma boa saída é focar na área de formação. Se vai começar um curso superior, uma boa dica é optar por um curso que ajude, hoje existem cursos voltados para carreira pública ou ainda o bom e velho Direito;

- Pós-graduações também são uma saída. Além de ajudar em seleções com provas de título, é possível fazer uma especialização voltada para a administração pública ou para se aprofundar nas disciplinas específicas do concurso.

Saiba mais sobre concursos públicos no site SOS Concurseiro

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!