Escola de Brasília exclui livro natalino de Chico Alencar do currículo após pressão dos pais

Uma escola particular de elite de Brasília (DF) decidiu excluir da lista de materiais escolares o livro infantil "A semente do Nicolau". A razão foi a pressão de pais de alunos, que protestaram após descobrirem que a obra é de autoria do deputado federal Chico Alencar (Psol-RJ).

O livro conta, por meio de um conto de Natal, a lenda do Papai Noel e como as crianças podem aprender valores relacionados à solidariedade, espírito natalino e respeito aos idosos.

Ao Congresso em Foco, o parlamentar disse que soube do caso por meio de pais que defendiam a leitura da obra em sala de aula. "Sectarismo autoritário estimulado pelo tal 'Escola sem Partido', sem reflexão crítica, sem solidariedade, com mordaça, sem Natal", afirmou.

Por meio de uma circular enviada às famílias das crianças por e-mail, a escola afirmou que o livro não fazia parte das obras estudadas pelo 4º ano do ensino fundamental e que, caso a família não conseguisse devolver os livros às lojas, a própria escola faria o reembolso. A obra custa aproximadamente R$ 30.

Em documento enviado às famílias de alunos, escola anuncia retirada de livro de Chico Alencar do currículo

O deputado comentou o caso em suas redes sociais e disse que já teve dois livros censurados, mas durante a Ditadura Militar (1964-1985). Ele também afirmou que está disposto a dialogar com os pais que não conheçam a obra.

O Congresso em Foco entrou em contato com a escola e aguarda retorno.

 

> Psol recorre a Toffoli para tentar frear Escola Sem Partido

> Escola sem Partido é arquivado após oito sessões consecutivas e não será votado em 2018

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!