Ao vivo: deputados debatem situação do CNPq e financiamento de pesquisas no Brasil

Representantes dos principais órgãos de promoção da ciência e financiamento de pesquisas científicas no Brasil participam nesta quarta-feira (11) de audiência pública na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados. Entre os presentes está o presidente e diretor de Gestão e Tecnologia da Informação do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O órgão está sendo afetado pelo contingenciamento de recurso da União e já afirmou que não garante orçamento suficiente para pagar bolsas a partir de setembro, o que pode afetar quase 80 mil pesquisadores bolsistas ativos no Brasil. Acompanhe ao vivo a audiência pública.

Representantes do ministério da Economia também participam. Nesta terça-feira (10), o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Marcos Pontes, disse que aguarda a liberação de recursos pelo Ministério da Economia para pagamento das bolsas do Conselho Nacional de Desenvolvimentos Científico e Tecnológico (CNPq).

“Qual a solução para um problema desse? A solução vem do Ministério da Economia de se colocar um orçamento extra, com crédito e limite. Isso está na mão do Ministério da Economia, então venho pressionando há bastante tempo e tenho falado: ‘a situação vai ficar crítica em agosto, setembro’, porque nosso orçamento só chega até ali”, disse o ministro.

A declaração ocorreu durante a palestra Caminhos e o Futuro da Ciência e Tecnologia no Brasil, que abriu a 31ª Semana da Escola de Engenharia, da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Com o tema Ciência, Inovação e Tecnologia, o evento reúne empresários do setor e pesquisadores para debater os desafios dos próximos anos.

Por meio de nota, o Ministério da Economia informou que as solicitações de crédito orçamentário do MCTIC estão sendo avaliadas no âmbito da Junta de Execução Orçamentária, responsável pelo assessoramento direto ao Presidente da República na condução da política fiscal do governo.

*Com informações da Agência Brasil.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!