Vitória expressiva de Lira dá esperança para reformas, diz Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, recebeu nesta noite (4) os novos presidentes da Câmara e do Senado. Com o andamento da sessão no Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) acabou se atrasando  para o encontro. Ao lado de Arthur Lira (PP-AL), Guedes disse aos jornalistas que a "vitória expressiva" do deputado dá novo alento à agenda das reformas.

"Foi uma vitória expressiva e importante, que nos deixa esperançosos e até confiantes na retomada da agenda de reformas. Vamos trabalhar juntos. Estamos 100% à disposição do Congresso", declarou o ministro da Economia.

Guedes destacou medidas econômicas tomadas pelo governo em 2020 no enfrentamento da pandemia e disse que o Executivo está preparado para combater seus efeitos em 2021. "Tudo dentro do protocolo, vamos retomar as reformas ao mesmo tempo. Saúde e economia andam juntas. Na saúde, vacinação em massa, ajuda aos mais vulneráveis", afirmou.

O ministro citou algumas das prioridades do governo para este ano no Congresso, como a PEC do Pacto Federativo, a autonomia do Banco Central e as reformas administrativa e tributária. "Quem comanda o andamento e o ritmo das reformas é a política. A política é que acelera, espera a hora, para a oportunidade certa. Estamos seguros de que essa pauta será retomada agora", disse o ministro.

Eleito com o apoio do governo, Arthur Lira também prometeu trabalhar em sintonia com o Executivo. "O governo está com tudo programado. Já tem receita de como combater esses efeitos da pandemia, com muito diálogo", afirmou. "Estamos sintonizados com o Ministério da Economia", acrescentou. Ele contou que o encontro tem como propósito discutir o cronograma das reformas.

> Autonomia do Banco Central será o primeiro teste de Lira à frente da Câmara 

Continuar lendo