Privatizar Correios na pandemia geraria “crise social”, diz deputado

O deputado Leonardo Monteiro (PT-MG) articula com líderes na Câmara adiar a discussão e a votação do PL 591/2021, que abre caminho para a privatização dos Correios. O parlamentar preside a Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Correios e disse ao Congresso em Foco Premium que o momento é inadequado para se discutir qualquer privatização.

Monteiro argumenta que, com a pandemia, a participação dos deputados e da sociedade nos debates está prejudicada e que, mesmo com a tecnologia, há limitações. “Nós estamos vivendo uma pandemia, chegando a quase 400 mil mortes, nós tínhamos é que estar discutindo auxílio emergencial, combater a fome, discutindo acelerar o processo de vacinação. [O projeto] Está fora de contexto”, disse.

Com a taxa de desemprego acentuada na crise sanitária, privatizar a companhia neste momento, argumenta, geraria uma “crise social”. “São em torno de 100 mil funcionários, sendo cerca de 56 mil só de carteiros, com salário médio de menos de R$ 2 mil”, cita. O presidente da frente diz que estão dispostos a debater a alternativa de tornar a estatal uma companhia de economia mista, com a União ainda tendo participação. Ainda assim, disse que farão o possível para barrar o avanço do PL.

Continuar lendo